A vaquejada é uma festa cultural típica do Nordeste brasileiro. É animada por cantadores, bandas de forró e rojões. Nessa atividade os vaqueiros tem a missão de derrubar o boi em uma carreira de 100 metros, em uma faixa de dez metros marcado por duas linha de cal.

História

A vaquejada surgiu das festas de “apartação”, na qual os vaqueiros se reuniam para a identificação do gado de diversos proprietários que pastavam em campos soltos. Com a divisão dos campos através das cercas, tal costume desapareceu, mas é relembrado na vaquejada. Os registros da vaquejada no Brasil, são posteriores a 1870, mas sabe-se que o costume existe muitos antes dessa época, pois é mencionado pelos escritores como José de Alencar e Euclides da Cunha. 

Provas

Os vaqueiros procuram exibir suas habilidades para a derrubada de um touro, novilha, vaca ou boi puxando o animal bruscamente pela cauda. A prova tem início com a soltura do animal de um brete. Então dois vaqueiros a cavalo se emparelham com o animal, um de cada lado. Um deles – “o esteira” – tem a missão de manter o animal em linha reta para evitar o zingue-zague e um possível acidente, o outro por sua vez pega o rabo do boi, enrola na mão, depois lhe dá um puxão violento e afasta o cavalo para o lado. Desequilibrado, o boi cai.

Vale ponto, quando o animal cai de patas para o ar entre as faixas de cal, então o locutor fala: – Valeu o boi.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *