Joaquim José da Silva Xavier nasceu em 1746, na fazenda de Pombal, localizada entre a Vila de São José, hoje Tiradentes e São José del Rei, no estado de Minas Gerais. Era filho da brasileira Antônia da Encarnação Xavier e do português Domingos da Silva Santos. Ficou órfão aos 11 anos e foi morar com o padrinho, o dentista Sebastião Ferreira Leitão. Joaquim Xavier, durante sua existência, exerceu vários ofícios. Foi minerador, tropeiro, alferes e dentista, este último lhe rendeu o apelido de Tiradentes.

Ele foi o principal membro da Inconfidência Mineira, fez propaganda em Vila Rica e regiões vizinhas a favor da independência do Brasil. Porém os Inconfidentes foram denunciados por Joaquim Silvério Reis.

O então governador da época, Visconde de Barbacena mandou prender os líderes do movimento. Tiradentes foi preso no dia 10 de maio de 1789, no Rio de Janeiro e condenado à morte. Ele assumiu toda a responsabilidade pelo movimento e por esta razão foi o único que não recebeu perdão da Rainha Maria I.

Na manhã 21 de abril de 1792, Tiradentes foi enforcado e seu corpo esquartejado. Seus restos mortais foram jogados no caminho entre o Rio de Janeiro e Vila Rica, nos locais onde os Inconfidentes fizeram suas reuniões. E para servir de exemplo aos demais, a cabeça de Tiradentes foi exposta em um poste na cidade Vila Rica, Minas Gerais.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *