Zé Doca é o nome de uma cidade, que está localizada na mesorregião Oeste maranhense, na microrregião do Pindaré. Foi fundada em 1959, por José Timóteo Ferreira (1929-1960). Em 1987, o lugar alcançou a independência política, sendo desmembrado do município de Monção.

É comum o nome causar espanto ou estranheza aos que o ouvem pela primeira vez. Seja pela singularidade, ou por nunca terem ouvido nome semelhante. Foi o que aconteceu com Thomas Marco Roth, jurado do programa do Ratinho, no quadro Dez ou Mil, que ficou curioso ao ouvir o nome, quando cantor Chicão dos Teclados, participou do programa em julho de 2019. De fato, é um nome especial, Zé Doca é única cidade maranhense que tem como inicial a letra “Z”.

A cidade recebeu esse nome, em homenagem ao fundador do lugar, José Timóteo Ferreira, que era conhecido apenas como Zé Doca.

“Segundo a tradição, relatos dos mais antigos: o próprio Zé Doca fincou um marco no local onde seria edificado o seu barraco, o primeiro da povoação, aproximadamente onde hoje é a residência da D. Lili (ex-vereadora), viúva do Sr. Raimundo Francisco. Na ocasião, ele declarou: “Aqui será criada uma grande cidade que receberá meu nome.” E assim ficou lançada a pedra fundamental do centro do Doca, hoje a sede do nosso município”. (LUZ; FLORÊNCIO, 2011, p. 54)

Ainda de acordo com Luz e Florêncio (2011), José Timóteo Ferreira herdou esse apelido do pai, o Sr. José Raimundo Ferreira, conhecido apenas como Sr. Doca.

Quanto a palavra “Zé”, é a forma abreviada de José. É muito comum no Nordeste brasileiro, chamar os “Josés” de apenas Zé. Na época em que José Timóteo viveu, existia uma tradição, que vem se perdendo: a de chamar as crianças pelo primeiro nome, seguido pelo do pai.  “Zé filho do Doca” ou “Zé do Doca”, acreditamos que esse nome foi se abreviando e ficou apenas “Zé Doca”.

José Timóteo Ferreira, veste um terno preto com gravata
| José Timóteo Ferreira, o Zé Doca

Fazendo uma análise mais minuciosa sobre o nome “Doca”, apelido de Sr. José Raimundo Ferreira, pai de José Timóteo. É provável que venha do nome Raimundo, uma vez que é comum no Maranhão, chamar os “Raimundos” por apelidos tais como, Raimundão e Raimundoca. É possível que o Sr. José Raimundo Ferreira, tenha recebido antes esses apelidos, e com o tempo, ficou apenas Doca.

Outra análise interessante, é que as pessoas que são batizadas de José ou Raimundo (nomes que deram origem a Zé Doca), geralmente recebem esses nomes em homenagem aos santos, São José e São Raimundo Nonato. Essa é uma hipótese, que deve-se levar em conta, visto que que é comum no Nordeste brasileiro, crianças receberem nome de santos, em especial no Ceará, estado de origem de José Timóteo, e que possuem uma grande comunidade católica.

Referências:

LUZ, Antonio Mendes da; FLORÊNCIO, Michel Herbert Alves. O Município de Zé Doca, Passado e Futuro. Zé Doca, Ma: Café e Lápis, 2011. 325 p.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *