O vírus que em 2020 se espalhou pelo planeta de forma absurda, continua registrando números crescentes de mortes.

um em meio a pandemia. fonte:CDC>GOV



A infecção de origem chinesa que atualmente registrou o total de 282.400 óbitos no Brasil, teve seu primeiro caso registrado no país, na cidade de São Paulo em um homem de 61 anos que havia voltado de uma viagem na Itália, onde já havia grandes casos da doença.
No dia 11 de Março, a Organização Mundial da Saúde (OMS), fez a declaração do espalhamento da covid no planeta e no dia 12 de março o Brasil registrou a primeira morte pela doença também em São Paulo. A vítima era uma mulher paulistana de 57 anos que foi internada no Hospital Municipal Doutor Carmino Cariccio (zona oeste).
Em meio a tantas mortes e aumentos de casos, a solução para tentar se proteger da covid, foi adotar medidas básicas para evitar a doença, como utilizar máscaras no rosto para proteger o nariz e a boca, lavar as mãos, usar o álcool em gel, e manter o distanciamento social. Tomando essas medidas de prevenção acreditava-se ( e ainda se acredita)que os números de casos diminuíssem e assim conseguisse conter o avanço da covid. Porém muitos não cumpriam as medidas preventivas e os óbitos continuavam crescendo, por isso o poder público teve que declarar o lookdawn na maioria das cidades, que exige de forma rigorosa um isolamento que geralmente bloqueia o movimento de pessoas com o objetivo de protegê-las.
Muitos estabelecimentos foram fechados, e muitas pessoas sofreram. atualmente o Brasil e o mundo se ainda se veem nesse grande conflito. O lookdawn ainda está presente em muitos países, e em outros já foi suspenso, mas a recomendação ainda é evitar se expor, já que as vacinas produzidas para conter o vírus não tem total eficácia sobre ele.
Por fim, se espera um amanhã melhor, longe de tantas tragédias e caos; nesse período de 1 ano de pandemia, acredita-se que o Brasil e o mundo não serão mas o mesmos. A cada dia, hora e segundo que passa se aprende uma lição, e uma delas é: valorizar cada momento com quem se ama, não desperdiçando tempo.

Orientações da OMS no combate ao COVID-19

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *